“Toda patricinha se amarra num vagabundo!”

  Talvez essa seja apenas mais uma daquelas histórias clichês que sempre escutamos, aquelas típicas coisas que você escuta dos pais, avós e as vezes até mesmo das primas sobre “aqueles vagabundos” que a maioria das meninas acabam conhecendo e gostando…

    Um dia minha prima me contou sobre ela e o namorado dela que já fazia alguns anos, disse que no começo a mãe dela não aceitava porque ele era “daqueles vagabundos”, sinceramente eu não intendia muito ainda sobre isso, então eu apenas escutei até o fim e ri pra ela dizendo que eu nunca tinha me apaixonado.

    Anos passaram e eu cresci, conheci muitos garotos, mas tem um deles que foi oque eu mais gostei(ou gosto, sei lá..), e pra minha sorte era DAQUELES, ele não era aquilo tudo que o mundo falava dele. Ele era carinhoso, educado, inteligente e além do mais se preocupava comigo e fazia de tudo pra me ver sorrir, tudo bem que ele também sempre dizia “Não sou o namorado que um pai quer para a filha.”, mas o que ele tem de tão errado que eu e todas as outras pessoas também não tenham?! E eu que não sabia onde estava me metendo, insisti… Eu de família boa e classe média, ele com aquele jeitão de menino que ao mesmo tempo me transmitia paz, não éramos nada iguais.

   Mas fazer oque se eu só pensava nele? Quanto mais coisas eu aprendia sobre ele,mais me interessava. Eu gostava de ficar com ele e do jeito dele, ele me fazia rir e eu também sabia que poderia sempre conversar com ele e ele me apoiaria, isso me fazia ainda melhor. Eu tinha medo, muito medo de acontecer alguma coisa, ainda mesmo quando ele dizia que não queria me iludir e que gostava muito de mim, por isso não queria me magoar.

     Eu estava gostando, e ele também, então pra que parar uma coisa que estava sendo boa?! Por isso continuamos ficando juntos, e escondido. Eu pude ver que ele realmente não era aquele menino ruim que todos pensavam que era, ele era um príncipe, não aqueles de filme… Mas o meu príncipe! Aprendi a ser mais verdadeira, a acreditar nas pessoas e além dele ter me feito crescer e ver a vida com outros olhos, me ensinou a amar! 

Imagem

 

Texto com assunto clichê novamente porque sim… Beijinhos, espero que vocês gostem! Alguma dúvida ou opinião deixem nos comentários. *-*

“[…] Você admira as estrelas, eu escuto a natureza
Você feliz de nascença, eu numa eterna tristeza
Eu tento entender o mundo e você admira a beleza
Você vem de meu amor e eu vou de minha princesa […]”    

Anúncios