“Solidão, ou não ?”

São tantas as coisas que eu tenho pra contar! Eu sinto falta de alguém para desabafar. Mas cadê esse alguém? Eu costumava ter amigos, e colegas, porém agora parece ser tudo tão vazio. Sabe quando você está rodeado de pessoas e mesmo assim,  aqui dento de nós estamos sozinhos, com ninguém!

É, isso mesmo. Ninguém para me ajudar, ninguém para me escutar, nunca ninguém, ou sempre alguém ? Eu sempre tão… Tão confusa. Mas antes, qual seria o diagnostico se não solidão?! Sim, provavelmente isso seria solidão. Pode até ser por ninguém se importar, mas não sei ao certo… Me sinto como a pessoa mais errada, mas oque de errado eu já fiz se nunca me coloquei em risco?! Não digo que seria impossível, mas sim, improvável.

Eu nunca fui de me abrir com as pessoas, nunca gostei de contar as minhas coisas. Mas como costumamos dizer, sempre tive alguém que pude confiar. Mas, como as coisas tem mudado pra mim, né? Quem diria… Eu ainda tenho com quem conversar, mas, escrever oque eu sinto me acalma, mesmo sabendo que ninguém irá ler. É um alivio imenso, pra ser sincera, me sinto melhor desabafando com cada palavra que eu escrevo, desse jeito eu passo meus sentimentos para o papel, e eles já não mais me pertencem, e agora passam a não ser mais minhas propriedades.

Atenção, oque eu quero deixar bem claro aqui é que eu tenho muitos amigos e colegas, o motivo dessa sensação com toda certeza não é a falta de pessoas, e sim a falta de alguém que você goste de conversar e desabafar e que no dia seguinte não te taque tudo na cara. É, bem difícil de achar alguém assim… E alguma dessas vezes, eu não quero falar, quero apenas sentir esse momento e uma pessoa do meu lado que me dê um abraço gostoso e com a segurança de nunca estar só, ficar aliviada.

Não me importo, e nem reclamo por ser assim, eu até gosto. Não vejo problemas em preferir desabafar em papéis, é incrível a sensação de todas aquelas palavras sendo formadas, é indescritível como é bom esse meu jeitinho tão meu de desabafar. Agora vou contar um segredo, eu faço isso tudo, porque eu nunca aprendi realmente como que se desabafa. Mas, fazemos isso para nos sentir melhor, e oque me faz melhor é apenas fazer oque eu gosto, e oque eu gosto? Ah… Eu gosto de como é linda a junção de cada palavra. Sei que pode parar meio estranho para quem vê de fora, mas pra mim… É a melhor coisa, é um universo só meu, onde eu posso fazer do mundo, oque eu quiser.

                                                       “Life isn’t about finding yourself. Life’s about creating yourself.”

George Bernard Shaw

Estou a busca do meu eu. Espero que vocês gostem do texto, afinal… Essa realmente é a única coisa que eu gosto de fazer! Deixem nos comentários a opinião de vocês e acho que é isso ai! Beeeijo amores… *-*